Contato

Entre em Contato

Entre em contato preenchendo o formulário ou nos canais ao lado.

Ao clicar em enviar você concorda com a nossa política de privacidade. Não se preocupe, não enviaremos spam.

O que é branding e como aplicar na sua marca?

Entenda o que é branding de uma vez por todas, e como aplicar estratégias eficientes para potencializar a sua marca.

O conceito de branding geralmente é um mistério para novos negócios, pois geralmente tende a ser confundido e generalizado junto com marketing. Na verdade eles são conceitos complementares!

Por esse motivo, fizemos este conteúdo com as noções essenciais sobre branding e marketing para que você possa aplicar com confiança na sua empresa. Confira!

O que é branding?

Branding é a criação da percepção de uma marca transmitindo sua proposta de valor. Uma marca é uma ideia, um  conjunto do nome, logotipo, símbolo ou design usado para identificar os bens e serviços de um vendedor, e, consequentemente, distingui-la dos demais. Esses diferentes componentes de uma marca são chamados de elementos de marca e podem ser baseados em pessoas, lugares, coisas e imagens, atrelando um significado intrínseco ao produto ou adicionando atributos importantes. 

Ao criar uma marca, os profissionais de marketing têm várias opções em relação à natureza dos elementos da marca que identificam seus produtos. A construção do valor da marca envolve selecionar e projetar cuidadosamente os elementos de sua marca, integrando sua marca em suas campanhas e programas de marketing, além de promover associações secundárias para criar uma marca forte e positiva na mente de seus clientes.

Qual a diferença entre branding e marketing?

Segundo os autores, Kotler e Keller, branding é o processo de criação de um nome e imagem diferenciados para um produto ou serviço na mente dos consumidores, principalmente por meio de campanhas publicitárias com temas consistentes. Marketing, por sua vez, é o processo de identificar, antecipar e satisfazer as necessidades e desejos dos clientes por meio da criação, promoção e distribuição de produtos e serviços.

Além disso, pode-se destacar algumas diferenças entre os conceitos:

- O marketing se concentra na promoção e venda de um produto ou serviço, enquanto o branding se concentra na criação de uma identidade e imagem únicas para um produto ou serviço.

- O marketing é um processo tático, enquanto o branding é um processo estratégico. O marketing é de curto prazo, mas o branding é de longo prazo.

- O marketing se concentra em um produto ou serviço, enquanto o branding se concentra no que os clientes pensam sobre o produto ou serviço, isto é, a construção da percepção do cliente em sua

escala de desejo.

- O marketing é um subconjunto do branding porque o branding inclui todas as atividades que criam e mantêm a identidade e a imagem de uma marca. Vale ressaltar que marketing e branding estão intimamente relacionados e trabalham juntos para criar um negócio de sucesso.

Até a Coca-Cola já aprendeu alguma lição com Branding?

A Coca-Cola sempre foi um ícone americano, com componentes emocionais fortemente atrelados a ela. Porém, em 1985, a marca substituiu seu principal produto por uma nova fórmula para competir diretamente ao sabor mais doce da Pepsi-Cola, sendo uma importante mudança para a empresa visto a grande relevância sobre o mercado de refrigerantes de cola. No entanto, a reação dos consumidores foi rápida e negativa, e a Coca-Cola aprendeu que a sua marca era mais do que apenas uma bebida ou um refresco que saciava a sede.

Através desta lição, podemos perceber como o Branding possui um papel importante na percepção da escala de desejo do seu produto, principalmente, na fidelização dos seus consumidores, que no caso da Coca-Cola, enxergavam muito além de um simples refrigerante.

E Brand Equity, você já ouviu falar?

Retomando o conceito de Branding no início do nosso texto, vimos que a criação de uma marca tange na criação de diferenciais que ela propõe na sua proposta de valor. O Brand Equity consiste na avaliação das estratégias de marketing realizadas tendo como resultado o “valor agregado"  da sua marca. Por isso, podemos observar diversas marcas no mercado, mas cada uma delas possui uma relação/comunicação diferente com o seu público, explorando meios diversos para o benefício da empresa.

A Disney, por exemplo, diante de rumores e preocupações envolvendo a superexposição e exploração dos seus personagens, criou uma equipe de Brand Equity com a finalidade alinhar a proposta da marca com tomada de decisão sobre as associações e parcerias. Nesse sentido, o mantra “divertido entretenimento familiar" foi criado para garantir a triagem das oportunidades que eram inconsistentes com a imagem e valor da natureza do produto/serviço Disney. 

De um negócio de envio de DVDs à produção de conteúdo original de alto nível e serviços de streaming em vários dispositivos, a Netflix é outro exemplo de como Brand Equity serve como uma estratégia de ponte entre a evolução das demandas de seus clientes. Para acompanhar a transformação do mercado, a produtora de streaming passou a identificar intimamente as necessidades de seus espectadores, por exemplo, para promover Stranger Things, criou um aplicativo que permitia aos usuários criar conteúdo usando uma ferramenta da web. Da mesma forma, a empresa usou um aplicativo chamado RateMe para acompanhar o programa Black Mirror.

Conteúdos similares

sobreposição de cores. psicologia das cores
Psicologia das Cores: como atrair os clientes certos
Confira os significados das cores e as sensações que elas provocam no seu público.
branding, identidade visual, estratégias de marca. imagem de identidade visual em materiais impressos
O que é branding e como aplicar na sua marca?
Entenda o que é branding de uma vez por todas, e como aplicar estratégias eficientes para potencializar a sua marca.
criação de sites profissionais personalizados
Criação de sites: porquê ter um site personalizado?
A criação de um site para uma marca pode trazer muitos benefícios, tanto para a empresa quanto para os consumidores. Confira!